11 Metros e eQSO Virtual

Loading...

Pesquisar este blog

Carregando...

www.PatosReal,com

Tradução de Página

Portal Piancó - Piancó-PB

Caso de Polícia

Tambaú 247 - Últimas Notícias da Paraíba

Google+ Followers

O Menininho e seu amigo o Cachorrinho


CLIQUE NA IMAGEM

Clique na Imagem e Veja Nossos Produtos

Siga o Blog por Email

Total de visualizações de página


Santa Luzia-PB

UOL Notícias

Notícias de www.clickpb.com.br

Notícias - Blogs/Sites

Em Roliúde, O Bode É Rei!

Santa Luzia-PB,

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Conselho de Medicina aponta redução de leitos de internação no país

Ministério da Saúde, entretanto, destaca que reforço de atividades preventivas diminuem a necessidade de internações

por André de Souza

Hospital de Andaraí, no Rio: levantamento do CFM mostra redução de leitos de internação e crescimento de leitos complementares - Divulgação / Arquivo

BRASÍLIA — Levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) com dados do Ministério da Saúde mostra tendências opostas no Sistema Único de Saúde (SUS) em relação à disponibilidade de leitos. Enquanto diminuiu a quantidade de leitos de internação, destinados a pacientes que precisam ficar no hospital por mais de 24 horas, cresceu o número de leitos complementares, ou seja, reservados a tratamentos mais complexos, como os de uma unidade de terapia intensiva (UTI). Também aumentou a quantidade de leitos de repouso ou de observação, nos quais os pacientes ficam por até 24 horas.

O levantamento do CFM vai de julho de 2010 a julho de 2014. O Conselho, que é um forte opositor do governo federal, em especial devido ao programa Mais Médicos, que trouxe profissionais estrangeiros para o país, prefere destacar a queda nos leitos de internação. São 14.671 a menos, tendo passado de 336,2 mil para 321,6 mil em quatro anos. O estado do Rio foi que mais perdeu: 5.977 leitos a menos, representando sozinho 40,7% do decréscimo ocorrido no país. As especialidades mais afetadas foram pediatria cirúrgica, com 7.492 leitos a menos, psiquiatria (menos 6.968), obstetrícia (menos 3.926) e cirurgia geral (menos 2.359).

O Ministério da Saúde faz uma leitura diferente dos dados, destacando que a necessidade de internação diminuiu nos últimos anos. Aponta ainda o aumento do número de outros tipos de leitos. Segundo o próprio CFM, a quantidade de leitos complementares passou de 24.244 em julho de 2010 para 27.148 em julho de 2014: um aumento de 2.904. Em relação aos leitos de observação, eles passaram de 80.742 para 91.710 no período de quatro anos, ou seja, 10.968 a mais.

Em maio deste ano, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, já tinha tratado do assunto, apontado em levantamentos anteriores do CFM e em uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU). Na época, ele preferiu destacar justamente o aumento de leitos de terapia intensiva. Na ocasião, o ministro disse também que a redução ocorreu em áreas como os hospitais manicomiais, que devem ser substituídos por outras formas de tratamento mais adequadas, e também em setores em que os avanços tecnológicos diminuíram o tempo de internação, como as enfermarias de pediatria. Assim, a redução, segundo ele, deveria ser festejada.

LEITOS DE UTI CRESCERAM 25%

Questionado sobre o levantamento do CFM, o Ministério da Saúde repetiu os mesmos argumentos e acrescentou outros. A pasta informou que houve um reforço das atividade de prevenção e de programas como o Saúde da Família, que diminuem a necessidade de internações. Destacou que os leitos de UTI, de maior complexidade, cresceram de 15.509 para 19.394 nos últimos três anos: um aumento de 25%. Destacou também que o governo desenvolve estratégias para o aumento de leitos em áreas fundamentais, como serviços de urgência e emergência, unidades de pronto atendimento (UPAs) 24h, leitos clínicos e obstétricos e na rede especializada de saúde mental.

O vice-presidente do CFM Mauro Ribeiro condenou os argumentos do Ministério da Saúde. Segundo ele, houve avanços e o tempo de internação é, de fato, menor do que era há 20 anos. Mas Ribeiro destacou que não deveria haver redução de leitos, uma vez que persistem as filas e a superlotação nos hospitais. Disse também que os leitos complementares e de observação, em que houve aumento, não substituem os leitos de internação, uma vez que cada um deles tem um uso específico. Afirmou ainda que o crescimento desses leitos é benéfico, mas está longe de atender a demanda.

- Usam-se afirmações verdadeiras e justificativas falsas. Quando se coloca que tem um aumento da tecnologia, novas medicações mais eficientes, e o tempo de internação é menor do que há 20 anos, isso é verdadeiro. Mas usar isso para fechar leitos é justificativa falaciosa. Há filas para cirurgias eletivas e superlotação nos prontos-socorros - afirmou Ribeiro.

Segundo o CFM, na comparação com outros países com sistema universal público de saúde, o Brasil tem um dos piores desempenhos na quantidade de leitos. Citando dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o CFM informou que o Brasil possuía 2,3 leitos hospitalares (públicos e privados) para cada grupo de mil habitantes entre 2006 e 2012. Segundo o CFM, essa é a média da América, mas está abaixo da média mundial (2,7), argentina (4,7), espanhola (3,1) e francesa (6,4).

O Ministério da Saúde também usou dados internacionais para rebater os argumentos do CFM, A pasta informou que a redução de leitos é uma tendência mundial e comparou a situação brasileira à do Reino Unido, que tem um dos sistemas públicos de saúde mais respeitados do planeta. Segundo o ministério, dados da OMS mostram que, entre 2003 e 2012, o número de leitos hospitalares naquele país caiu 26%, passando de 3,95 para 2,91 por 1.000 habitantes. A quantidade de leitos também diminuiu no Canadá, passando de 3,4 para 2,7 por mil habitantes entre 2008 e 2010.

O CFM informou que os dados foram retirados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), do Ministério da Saúde. Segundo o Conselho, foi escolhido o ano de 2010 porque os números de períodos anteriores não são precisos.

O Globo

Suposto serial killer diz que está com vontade de matar, afirma delegado

Preso há quase uma semana, ele ainda pediu bebida alcoólica e revistas.

Segundo a polícia, vigilante de 26 anos confessou ter matado 39, em Goiás.

Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia, disse aos policiais na madrugada desta segunda-feira (20) que “está com vontade de matar”, segundo revelou o delegado Eduardo Prado. O jovem segue preso, sozinho, em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).

“Ele perguntou para os agentes [que] se  matar algum indivíduo dentro do presídio [se] ele responderá criminalmente por isso. Muito estranha a atitude e as conversas desconexas que ele vem falando”, diz Prado.

Durante a madrugada, Tiago leu 40 revistas, fato que chamou a atenção da polícia. “Outra coisa curiosa é que ele lê de trás para frente de forma rápida, como se fosse dinâmica, lendo de forma alta”, pontua o delegado. Prado disse ainda que o motociclista pediu bebida alcoólica na cela, mas que não foi atendido.

Conforme o delegado, Tiago precisa de ser monitorado a todo momento. “A nossa preocupação é com a observação constante dele na cela. Ele não tem amor próprio, já tentou suicídio. Constantemente, quando eu estou na sala, ele pede para levar fio dental para ele. [Na] Hora que pergunta se é para suicidar ele dá uma risada sarcástica”, relata Prado.

O delegado alerta que, quando o suspeito for encaminhado a uma penitenciária, ele precisará de atenção redobrada. “Com certeza, quando encaminharmos ao presídio, a direção do sistema prisional irá ficar atenta a essa situação para ter um controle mais metódico da situação em relação a esse indivíduo, que é realmente de alta periculosidade”, afirmou.
Ainda não há previsão da transferência do vigilante, segundo a polícia.

Crimes

Tiago confessou em depoimento à polícia 39 mortes, que teriam sido cometidas desde 2011. Entre elas estão 15 dos 17 crimes investigados inicialmente pela força-tarefa da Polícia Civil. As outras vítimas são gays e moradores de rua.

O primeiro crime da série de assassinatos contra mulheres ocorreu em 18 de janeiro deste ano, quando Bárbara Luiza Ribeiro Costa, de 14 anos, foi executada por um motociclista no Setor Lorena Park. A morte mais recente foi a de Ana Lídia Gomes, em um ponto de ônibus do Setor Morada Nova.

Dois dos crimes apurados pela força-tarefa não foram assumidos pelo vigilante: a morte de Danielly Garmus da Silva, 23 anos, e a tentativa de homicídio de Daiane Ferreira de Morais, 18. Entretanto, ele confessou outras duas mortes de mulheres que eram apurados de forma independente e, após a confissão, a polícia os incluiu nas investigações. São os homicídios de Arlete dos Anjos Carvalho, 16, e de Edimila Ferreira Borges, 18.

Mesmo correndo o risco de ser capturado, o vigilante disse que, ao ver o anúncio da criação da equipe especial da Polícia Civil para investigar a série de mortes de mulheres, no dia 4 de agosto, sabia que seria uma questão de tempo até ser preso.

Com medo de ser detido, Tiago revelou que interrompeu a sequência de mortes após o homicídio de Ana Lídia Gomes, de acordo com o delegado Alexandre Bruno Barros. “Ele disse que parou porque ficou com medo de ser pego, por causa da força-tarefa. Depois voltou no último domingo [12] porque não aguentou mais, tinha que extravasar a raiva”, disse o delegado.

Segundo a Polícia Civil, o jovem também foi identificado em imagens registradas por câmeras de segurança no dia 12, próximo à lanchonete em que uma mulher foi agredida por um motociclista. O caso foi incluído na força-tarefa. Segundo testemunhas, o motociclista de capacete vermelho atirou na jovem, mas a arma falhou. Então, ele deu um chute na boca dela.

A polícia divulgou um vídeo no qual o vigilante explica onde conseguiu o revólver usado nos crimes. Questionado pelo delegado sobre o número de armas que ele possuía, o suspeito respondeu que "só uma". "Que eu furtei em uma empresa onde trabalhei", disse Tiago.

Na quinta-feira (16), a Polícia Técnico-Científica afirmou que os resultados de exames de balística da arma apreendida com Thiago coincidiram com os disparos efetuados em seis homicídios na capital.

'Raiva'

Segundo os delegados que interrogaram o vigilante, Tiago tinha o costume de assistir aos noticiários no dia seguinte aos seus crimes para ter certeza se a vítima tinha morrido e qual o nome da pessoa. No entanto, ele diz que sentia remorso ao ver as reportagens. “Feliz não. Era um sentimento de arrependimento”.

Em entrevista na tarde de sexta-feira (17), o vigilante afirmou que gostaria de pedir desculpas à mãe dele e às famílias das vítimas pelos crimes que cometeu. Ele não respondeu se acredita ser doente mental, mas falou em "arrependimento" e afirmou querer um tratamento médico para se livrar do que ele define como "sentimento de raiva".

De acordo com o defensor do motociclista, Thiago Húascar, seu cliente comentou que sofreu abusos sexuais durante a infância. O autor seria um vizinho. Além disso, o suspeito também afirma ter sofrido bullying na escola. Essas recordações trariam o tal sentimento a ele, motivando seus crimes. Para ele, o jovem é "insano" e precisa de tratamento.

Mesmo correndo o risco de ser capturado, o vigilante disse que, ao ver o anúncio da criação, no dia 4 de agosto, da equipe especial da Polícia Civil para investigar a série de mortes de mulheres, sabia que seria uma questão de tempo até ser preso.

Apesar de no início das investigações ter afirmado ter convicção de não se tratar de um único autor das mortes de mulheres, a Polícia Civil diz agora que há cerca de um mês já tinha elementos suficientes que apontavam o vigilante como o assassino nos crimes investigados pela força-tarefa.

Prisão

De acordo com o superintendente de polícia judiciária de Goiás, delegado Deusny Aparecido, antes de ser capturado, a polícia não tinha o nome do suspeito, mas já sabia de todas as suas características físicas.

Assim, no dia 10, foi emitido um mandado de prisão temporária para um “homem branco, com idade aproximada de 25 anos, aproximadamente 1,87 metro de altura, complição física atlética, sem barba ou bigode, com pelos no peito, rosto afilado, cabelos pretos, curtos e lisos e sobrancelhas grossas, que normalmente se veste bem”. O mandado também descreve que o suspeito usava capacete e motocicleta de cor preta com placa adulterada.

O vigilante foi preso na Avenida Castelo Branco, na terça-feira (14). Em seguida, ele foi encaminhado à Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), onde prestou depoimento e, de acordo com o delegado, confessou os crimes.

No ano passado, o Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra o vigilante por furtar uma placa de uma motocicleta no estacionamento de um supermercado de Goiânia. Imagens de câmeras de segurança mostram ele cometendo o crime. Também no ano passado, ele foi preso em flagrante em uma motocicleta com placa roubada, mas foi solto. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial.

G1

Operadoras planejam novo tipo de cobrança de internet via celular

Franquia extra em vez de 'velocidade reduzida' fará com que usuário tenha que contratar pacote adicional

por Bruno Rosa


Insatisfeita com o serviço, Carla Devecchi teme gastar mais com o novo modelo de tarifação
Foto: Daniela Dacorso

Insatisfeita com o serviço, Carla Devecchi teme gastar mais com o novo modelo de tarifação - Daniela Dacorso

RIO - Sem alarde, as operadoras de telefonia móvel preparam mudanças na forma de cobrar internet pelo celular. Assim como já ocorre em diversos países da Europa e nos Estados Unidos, o usuário, após consumir toda a sua franquia de dados, não terá mais a opção de continuar navegando com a chamada “velocidade reduzida”. Ou seja, se quiser trafegar terá que contratar um pacote adicional, adquirindo mais megabytes (MB). A novidade, que tende a tornar a conexão mais eficaz, na visão das empresas, pode aumentar as despesas mensais dos consumidores com telecomunicações.

No próximo mês, quem dá o pontapé inicial é a Vivo, maior companhia do setor, com 79 milhões de clientes. E os usuários de planos pré-pagos (de cartão) da operadora serão os primeiros a sentir a mudança: a partir de novembro, quem consumir toda a franquia do pacote de internet móvel da operadora, terá a conexão cortada se não contratar nova leva de dados. Oi, TIM e Claro vão lançar pacote semelhante em breve, dizem fontes. Em um segundo momento, a estratégia será replicada para os clientes pós-pagos das companhias.

Na Vivo, um dos pacotes pré-pagos mais usados atualmente dá direito a franquia de 75 MB (a R$ 6,90) por semana. Se consumir todos esses dados antes do fim do prazo, o cliente terá de pagar um adicional de R$ 2,99 por mais 50 MB, com validade de até sete dias, para continuar navegando na web. Quando atingir 100% da franquia, o consumidor deverá receber um SMS com a opção de contratação. A mudança, adotada inicialmente nos estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais, poderá ser estendida para outras regiões nos próximos meses. Estima-se que hoje cerca de 30% dos usuários pré-pagos no país acessam a internet do celular, com gasto médio de R$ 14 por mês.

Segundo a Vivo, “o mesmo ajuste deverá ser implementado futuramente para os clientes de planos pós-pagos”. E mais: a operadora ressaltou que está “trabalhando em ajustes sistêmicos e fará o anúncio sobre a mudança aos seus usuários com a antecedência necessária”.

CONSUMIDORES DEVEM SER AVISADOS

É importante avisar aos consumidores sobre as mudanças para evitar quebra de contrato, lembram advogados. Pela legislação, as alterações devem ser notificadas com 30 dias de antecedência.

Nos EUA, assim que um cliente consome metade da franquia de dados, a operadora já recomenda comprar mais internet. Por exemplo, na Verizon, um pacote com 2GB mensais custa US$ 60 e na AT&T sai a US$ 40. Já o pacote adicional de 1GB custa US$ 15 em ambos os casos. Há alguns anos, as operadoras norte-americanas tentaram oferecer a “velocidade reduzida”, algo que não foi bem recebido pelos usuários, que reclamaram da baixa qualidade na conexão.

Para especialistas, a estratégia das operadoras é elevar a receita com a internet móvel, que subiu até 30% no primeiro semestre, sobre igual período de 2013. Mas, apesar do aumento, o país está longe de figurar entre as nações que mais faturam com dados. Segundo pesquisa recente pela Merril Lynch, e divulgada pela TIM a analistas, o Brasil ocupa a 30ª posição no “ranking” que mostra a fatia da receita de dados em relação ao gasto por usuário.

No Brasil, esta relação é de 29% da receita, bem longe do líder Japão (68%), Coreia do Sul (63%), Austrália (56%), Áustria (48%) e Argentina (47%).

DESAFIO PARA AS EMPRESAS

A qualidade da conexão é um ponto destacado por especialistas. O analista Hermano Pinto lembra que o desafio para as empresas brasileiras será manter a velocidade da internet. Hoje, com a demanda crescente, muitos usuários pós-pagos, que não querem ter a velocidade reduzida, são obrigados a alterar seus planos de internet com o aumento no número de minutos. Assim, em geral, quanto maior a franquia de dados, maior será o volume total para falar.

— Nos EUA, por exemplo, se o usuário tem 4G, ele navega no 4G. Não é como no Brasil que o 4G vira 3G nas áreas onde não há cobertura. Além disso, por contrato e pela legislação, as empresas podem oferecer apenas uma parte da velocidade que prometem aos clientes. O desafio de o Brasil aderir a essa tendência, que é um caminho sem volta, é garantir uma velocidade sempre alta — destaca.

Procurada, a Anatel não comentou o assunto.

TENDÊNCIA MUNDIAL

Navegar na “velocidade reduzida” significa ter uma velocidade de até um décimo do total de dados trafegados na franquia — tanto no pré-pago quanto no pós-pago. Roberto Guenzburger, diretor de Produtos da Oi, diz que o novo modelo de cobrança é tendência mundial. Segundo ele, a velocidade reduzida vira uma experiência ruim e afeta a percepção de imagem das operadoras quando, na verdade, o plano é que é inadequado.

— Estamos olhando essa tendência com atenção até porque, com a velocidade menor, o cliente não consegue navegar da forma que gosta, assistindo a vídeos, por exemplo. Com os smartphones, os aplicativos são atualizados automaticamente, e, sem saber, o cliente está consumindo dados — explica Guenzburger.

A TIM também analisa a nova forma de cobrança, diz o diretor de marketing Roger Solé. Para ele, há alguns anos fazia sentido oferecer velocidade reduzida, pois o consumo de dados era baixo:

— Hoje as pessoas consomem muito além de seu pacote de dados. É natural que, após essa etapa, quando não se tinha noção do consumo de dados, a cobrança fique mais clara. Estamos lançando um novo serviço que é a internet compartilhada, no qual o cliente poderá dividir seus dados com mais três números, sem taxa.

A Claro, que não comentou sobre a tendência, vem apostando em ações promocionais, permitindo a navegação gratuita de clientes em sites como Facebook e Twitter. Segundo o consultor Virgílio Freire, a cobrança tende a ser similar à feita para minutos e mensagens de texto.

— Com isso, as empresas conseguem gerar mais caixa num momento de forte expansão de dados — disse Freire. — Mas não se pode deixar de lado os investimentos. A rede no Brasil precisa melhorar e ficar mais sólida para atender a essa demanda crescente.

A advogada Carla Devecchi, que já considera o serviço caro e a qualidade aquém do desejável em parte do tempo, diz que a nova modalidade de cobrança tende a encarecer a conta.

— Imagina, você está na rua e precisa entrar na internet com urgência. Vai acabar contratando mais, em vez de esperar chegar em casa ou em algum lugar com wi-fi — disse.

O Globo

domingo, 19 de outubro de 2014

Acidente entre moto e carro é registrado na noite deste domingo no Centro de Santa Luzia-PB

Acidente no centro de Santa Luzia-PB.

Não temos ainda maiores informações e consequências desse acidente.

O que apuramos foi que uma moto bateu em um carro.

Maiores informações dentro de instantes.

Henrique Melo - Rede Sertão PB

Carro é tomado por assalto entre as cidades de São Mamede-PB e Ipueiras-RN.

Foto ilustrativa – Audi A3 1.8T – 2003/2003 (cor preta) - Tabira-PE

Bandidos continuam agindo na Região do Sertão PB e Seridó RN!

A polícia registrou na tarde de ontem, sábado, dia 18 de outubro de 2014, um assalto a mão armada entre as cidades de São Mamede-PB e Ipueiras-RN.

De acordo com informações de “Chico do Rádio”, homens armados renderam um motorista e tomaram seu veículo, um Audi, importado, de cor preta, ano 2003, placas, KKZ-7070-Tabira-PB.

Com informações de Chico do Rádio

Henrique Melo - Rede Sertão PB

Renomado cientista americano adverte de mutação no vírus ebola, que o tornaria mais perigoso

Analisando os corpos das vítimas, o cientista encontrou altos níveis do vírus

Para o cientista, a carga viral do ebola está muito maior AP

Um cientista norte-americano está alertando as autoridades de seu país sobre uma suposta mutação do vírus ebola, que o tornaria ainda mais contagioso.

Peter Jahrling, uma das principais autoridades no assunto, afirmou que ao analisar o vírus em pacientes mortos na Libéria, percebeu que havia uma "carga viral" muito maior do que o esperado.

Em entrevista ao Vox, Jahrling disse que sua equipe está trabalhando na Libéria, e que estão impressionados com a agilidade com a qual o vírus está se propagando.

"Tenho uma equipe em campo, na Monróvia. Eles estão correndo com os testes. Eles me dizem que as cargas virais estão subindo muito rapidamente, crescendo muito mais rápido do que estão acostumados a ver", disse Jahrling.

De acordo com o tabloide britânico Daily Mail, o aviso do cientista, que é um dos maiores chefes do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, aparece, justamente diante de um chamado para que a comunidade internacional intensifique os seus esforços para combater a epidemia.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) admitiu, no último sábado (18), em um relatório publicado, suas falhas ao lidar com esse surto, considerando a falta de mão de obra e de informações.

A organização não governamental MSF (Médicos Sem Fronteiras) já tinha chamado a atenção dos líderes do mundo para combater o atual surto, que já matou mais de 4.500 pessoas.

R7

http://www.r7.com/r7/media/2014/20141001-SurtosEbola-Novo/20141001-SurtosEbola-Novo.png

Homem é baleado na noite de ontem em Santa Luzia-PB

Um homem, popularmente conhecido como “Marcelo de Canário”, foi baleado ontem, dia 18 de outubro de 2014, por volta das 21h30, em sua residência, que fica localizada no Bairro São Sebastião em Santa Luzia-PB.

De acordo com informações preliminares, e ainda, extra-oficiais, o projétil atingiu a região do pescoço e coluna cervical da vítima. 

A vítima foi socorrida por uma equipe do Samu e encaminhado para Campina Grande-PB.

A polícia está apurando o caso para tentar descobrir o responsável pelo disparo.

Henrique Melo - Rede Sertão PB

1ª Trilha do Sertão reúne centenas de pilotos de trilha em Santa Luzia-PB

trilha do  vale

Pilotos de trilhas de  estados vizinhos, e da Paraíba, participaram na manhã de hoje, dia 19 de outubro de 2014, em Santa Luzia-PB, da 5ª etapa de trilha do campeonato Paraibano na 1ª trilha do Sertão.

A concentração foi realizada no Rancho Paraíso com café da manhã para os participantes.

Pilotos dos estados de  Pernambuco,  Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba. a exemplo, aqui do estado da Paraíba, das cidades de Campina Grande, Joao Pessoa, Pombal, Areia dentre muitas outras,  realizaram um passeio pelas ruas de Santa Luzia ate a frente da Igreja Matriz, onde, na oportunidade, foram abençoados e seguiram o percurso com cerca de 60 km de trilhas por entre trechos acidentados de difícil a cesso pelas serras do Talhado e zona rural do município de Santa Luzia.

O evento contou  com pontos de apoio e a presença da equipe técnica do Samu.

No final os pilotos retornaram ao Rancho Paraiso  onde foi servido um almoço para os pilotos ao som da dupla Marcos Luan e Carlinhos,

O evento foi organizado pela equipe de trilha de Santa Luzia formada por: Ivanildo, Mozart e Roselly , com apoio da Federação de Campeonato de Trilha da Paraíba no final de todo o circuito na Paraíba, os participantes concorrerão a uma moto CRF de competição 2015.

cafe da manhatrilha 4

trilha 2 cafe 2

Sidney Silva

Redação
(83) 9123-2233

(83) 9965-0995

contatosertaopb@gmail.com

Para os que queiram um acesso rápido ao nosso áudio

www.tvsertaopb.blogspot.com

Entre você também no grupo

A Rede Sertão PB está disponibilizando um endereço, grupo do MSN, (group863210@groupsim.com), que ficará aberto 24 horas por dia, sete dias por semana.

O grupo servirá para troca de informações entre os participantes, bem como, de oferecer um espaço de entretenimento a todos os internautas que acompanham nossas páginas parceiras da Rede. Bom divertimento e bons papos a todos!!!!!

Para participar, basta adicionar o seguinte endereço: group863210@groupsim.com, nos contatos do seu MSN.

Grupo (Chat MSN) Santa Luzia

Você pode adicionar também o Chat Santa Luzia-PB direto em seu MSN: group64628@groupsim.com – Adicione da mesma forma como adiciona um contato MSN.


Participe do Chat de Santa Luzia-PB

Rede Sertão PB agora no seu celular

Clientes Tim

Fique por dentro de nossas postagens e dicas, direto do seu celular.

São matérias, o que rola na cidade, entretenimento e muito mais...

Vamos fechar parcerias com comerciantes locais, e divulgar, direto para seu celular, promoções relâmpagos, que surjam, no comercio local, e é claro, nos estabelecimentos parceiros da Rede Sertão PB.

Muita novidades virão por ai – AGUARDEM!!!!!

Receba em seu celular, gratuitamente, as atualizações (via Twitter) das postagens de nossa página - www.sertaopb.com

Para o cadastramento do serviço do Twitter, de nossa página em seu celular, será descontado, apenas inicialmente e a cada envio de solicitação de serviço, de seus créditos, o valor de, R$ 0,31 (trinta e um centavos), mais impostos.

Para o cancelamento, a qualquer momento, também será descontado o mesmo valor.

Esses valor é descontado sempre que se ative ou se cancele o serviço de um Twitter em seu celular.

Essa taxa é referente à contratação do serviço junto à operadora TIM.

As mensagens recebidas, de acordo com o regulamento do serviço da TIM, serão gratuitas.

A cada atualização de nova postagem, você receberá em seu celular, uma mensagem com os primeiros 140 caracteres da postagem.

Você não vai ficar de fora dessa, vai?

Essas mensagens, não importam quantas, em seu recebimento, serão gratuitas.

Para entender melhor:

O envio de mensagens custa R$ 0,31 + impostos e o recebimento é gratuito

Serão cobrados R$ 0,31+impostos para todas as mensagens enviadas com os comandos. Exceto os comandos HELP e START, que são gratuitos.

Como Cadastrar essa página em meu celular?

Envie a mensagem de texto com o nome START para o número: 40404 e ative o serviço em seu celular. Essa mensagem é gratuita.

Em seguida, envie a mensagem FOLLOW redesertaopb para o número 40404. Essa mensagem custará R$ 0,31 + impostos.

Para parar de seguir, envie a mensagem LEAVE redesertaopb para o número 40404. Essa mensagem também custará R$ 0,31 + impostos.

Veja:

FOLLOW nomedousuario: permitirá que você siga uma pessoa específica e receberá suas notificações. Exemplo: FOLLOW lucianapop. Você estará seguindo lucianapop.

LEAVE nomedousuario: desativará o recebimento das notificações de uma determinada pessoa. Exemplo: LEAVE patricia. Você não receberá mais nenhuma notificação da patricia, no seu celular.

Atenção

Utilizando o comando "on nomedousuario" do seu celular, habilitará o recebimento no seu celular, somente deste usuário enviado. Se enviar "off nomedousuario", desabilitará o recebimento desse usuário no seu celular, mesmo assim você continuará recebendo na web as mensagens das pessoas que segue.

Se você começar a seguir alguém pelo celular, também o seguirá na web. Não tem como deixar de seguir alguém ou bloquear alguém via SMS. Os comandos off, leave, stop, and quit, apenas desabilitarão o recebimento das mensagens de dessas pessoas, via sms.

Pronto!!!!! Seguindo esses passos, você começará a receber informações da Rede Sertão PB em seu celular. Todas as mensagens recebidas, serão GRATUITAS.